Como aproveitar o feriado para retomar o seu livro em 5 passos

Foto por Ketut Subiyanto em Pexels.com

Em um momento em que a vida está cada vez mais corrida, os dias pesados e os sentimentos de cansaço e estresse generalizados, os feriados se erguem sobre nós como um intervalo necessário de descanso e renovação das energias para aguentar o cotidiano.

Para nós, escritores, além da ânsia por descanso, esses dias são seguidos de uma esperança de colocar aquele livro parado em dia. Entretanto, muitos de nós, atropelados pelos compromissos da rotina, mesmo nos feriados não conseguimos encontrar as energias para que isso seja possível. E então, voltamos para nosso dia a dia frustrados.

Se não olhamos com sinceridade e elaboramos essa questão, ela facilmente se torna uma bola de neve, pondo em risco até mesmo nossa carreira enquanto escritores, uma vez que para não precisar lidar com esses sentimentos ruins, simplesmente engavetamos nossos projetos e nos distraímos com outras coisas. Você se identificou?

Se sim, separei algumas dicas que me ajudaram a lidar com essa questão e que, espero, te ajude também. Vamos lá?

1. Antes de começar a escrever, tenha um tempo com você

O pior erro do escritor é querer ter a mesma produtividade para a escrita que para outros compromissos de trabalho, relacionamentos e de rotina. Se você leva as coisas assim, eu sinto lhe informar, mas no processo criativo a coisa não funciona desse jeito, e a frustração é inevitável.

Para a fluidez da criatividade, o ócio é nosso aliado. Então antes de começar a escrever, pergunte-se: do que eu preciso para fazer um bom trabalho? Será que realmente tenho condições de retomar meu livro? Como eu me sinto hoje?

Escute suas necessidades, perceba suas limitações. Se é necessário assistir a uma série ou tirar um cochilo, dê isso a você. Lembre-se: mais do que um hobby, escrever é um ato de autoconhecimento.

2. Limpe e organize seu espaço de trabalho.

Com as energias renovadas, é hora de por a mão na massa. O primeiro passo é ajeitar seu cantinho considerando — mais uma vez — os itens essenciais para o desenvolvimento de um bom trabalho. Computador, escrivaninha, estante de livros, canetas, post-its, bloco de notas, incenso, velas aromáticas: o que não pode faltar no seu processo de escrita?

Faça um checklist e organize seu espaço pensando nesses itens, mas cuidado! O objetivo aqui não é criar mais obstáculos. Ter um ambiente do jeitinho que você quer é ótimo, de fato, mas a maioria das pessoas não consegue recriar aquele quarto estilo Pinterest, e isso não é necessário.

Foque no essencial: limpeza, organização e conforto. Escolha um lugar arejado, bem iluminado e silencioso. Tire a poeira, jogue a papelada fora, reorganize até ficar agradável. Você vai ficar horas nesse espaço, então é fundamental que esse ambiente seja acolhedor.

Eu te garanto: em um ambiente assim a concentração e o foco se prolongam e sua produtividade com certeza vai durar mais.

3. Faça pelo menos um exercício de escrita antes de começar a escrever seu livro.  

Inspiração não é uma entidade que vem do nada, são necessários gatilhos corretos: estar com a mente descansada, ter um planejamento por metas e muitas referências, por exemplo. Alem desses, existem exercícios que você pode fazer para desbloquear a mente e te ajudar a concentrar. Confira abaixo alguns do que eu sempre faço com meus mentorados:

3.1 Leitura de crônicas e contos

A leitura nos aproxima do processo de escrita de outra pessoa. Portanto, criamos parâmetros entre estilos de escritas diferentes e entre as diversas formas de usar as palavras. Quanto mais lemos, mais referências temos para conduzir nosso próprio projeto.

Antes de começar a escrever, escolha uma crônica ou conto para ler — de preferência um texto curto. Te ajudará a entrar no mundo das letras e a pensar em estruturas de escrita.

3.2 Cinco linhas

Esse exercício nada mais é do que a prática diária de escrever cinco linhas sobre qualquer assunto. As vantagens são a disciplina, o foco e a organização do pensamento, uma vez que não se pode escrever menos ou mais do que esse limite e é um exercício a ser repetido todos os dias. Esse treinamento também auxilia em eventuais bloqueios criativos.

3.3 Descreva pessoas e cenários

Como você descreveria a personalidade e a aparência de uma personagem da sua série favorita? Ou de uma cantora que você goste muito? E sua casa ou seu espaço de trabalho? Como eles são?

Antes de começar a escrever, escolha um objeto e faça a descrição de todos os detalhes, sem repetir palavras. Isso te ajuda a ampliar seu vocabulário e seus recursos descritivos e, claro, treinar sua mente para descrições mais complexas.

3.4 Pratique a escrita mecânica

Coloque uma música para tocar e deixe que seu pensamento flua pelas palavras. Escreva sem se preocupar com a estética ou o sentido. As maiores travas são o autojulgamento e a cobrança, então livre-se delas e foque em escrever enquanto a música estiver tocando. Finalize sua produção apenas quando a música terminar. Assim, você destrava sua escrita e se familiariza com a prática de texto.

4. Afaste-se das redes sociais e de tudo o que te tira a concentração.

Redes sociais drenam nossa energia e criatividade; então quando for escrever, deixe o celular longe e feche todas as outras guias. O mesmo vale com quaisquer atividades que possam te distrair. Estipule um tempo para a escrita e deixe tudo de lado durante esse período.

5. Estabeleça uma meta coerente com seus limites

Talvez você não consiga criar três cenas em uma tarde só, mas consegue reescrever uma cena que não esteja do seu gosto. Para evitar cobranças e frustrações, foque naquilo que você consegue fazer. Conheça e respeite seus limites, qualidade é melhor do que quantidade.

Conta pra gente nos comentários: e aí, deu certo? Como foi? Mande para mais amigos escritores.

Publicado por Ana Itagiba

Sou editora, revisora e mentora literária formada em Letras pela UFG. Também atuo como produtora cultural e de conteúdo para web. Autora das dramaturgias publicadas Patético Oásis e O experimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: